segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

90 + 4…

…Este foi o momento do jogo que determinou mais um resultado negativo para o Sporting! Desta vez lutaram, correram, esforçaram-se, até jogaram futebol, mas quando finalmente os “leões” se preparavam para conquistar, merecidamente, os três pontos… desperdiçaram dois. Desta vez podemos queixar-nos do azar, apesar da irmã (aquela… a sorte, que também dizem que por vezes é madrasta) nos ter avisado um pouco antes (bola à trave do Patrício)… Desta vez… Da outra vez… Da próxima vez… No Sporting já se sabe, das duas, uma: ou apanhamos com a “sorte madrasta” ou, na ausência desta, com um “azar do catano”! Foi este último que nos visitou naquele fatídico penúltimo minuto dos descontos no jogo de ontem em Coimbra. É assim o futebol: são onze contra onze e no final, se alguma coisa tiver que correr mal, que seja ao Sporting, que já está habituado.


Desculpem-me estar aqui com este faduncho meio nostálgico, meio irónico, logo eu que não sou nadinha supersticioso. Não acredito em gatos pretos, sextas-feiras treze, nem em bruxas…pêro en el futbol, ó mejor, en el Sporting, que las ay… las ay


É curioso que enquanto adepto de futebol tenha desenvolvido tantas superstições e crendices, eu, que no resto da minha vida sou o mais objectivo e racional possível… Mas não estejam já a pensar que venho para aqui queixar-me disso, Não… Enfim, a verdade é que este aspecto até veio dar um travo de misticismo e acrescentar mais algum “salero” à minha existência! Há que ter a mente aberta e aceitar o inexplicável e o oculto, caramba! Por isso, obrigadinha, ó Sporting!


No fim deste jogo, já conformado e nada surpreendido com o seu desfecho, dei comigo a pensar em todas as “manias” que eu já arranjei à “custa” deste desporto tão, digamos… peculiar e arrebatador! Alguns desses rituais, meio esquecidos e perdidos por terem concluído demasiado depressa o respectivo prazo de validade, alguns deles, dizia eu, contados, até dão para rir!


A própria criação deste blogue teve como um dos objectivos tentar melhorar o astral do clube do meu coração. Com esta cena da numerologia e das capicuas… ainda me sai o tiro pela culatra. Ora topem esta: dizia eu, aquando da estreia do blogue por alturas do Verão passado, que esperava que este fosse um ano histórico, agora só rezo para que não o seja…Porque se o for não irá ser certamente pelas melhores razões… É que com o embalo que levamos…


É precisamente neste ponto que eu me começo a recordar de algumas coincidências que me levam à maior e mais abrangente superstição de todas e que começo cada vez mais a consolidar. É a seguinte: dá um “azar do catano” e a “sorte madrasta” aparece, se revelo as minhas mais íntimas crenças… Acreditem, caros amigos, se não as guardarmos lá no mais fundo, secreto e âmago do nosso ser, e por alguma razão ou circunstância estas se revelam ou alguém as saca cá para fora, está o caldo entornado…É certo e sabido que o Sporting deixa de estar protegido contra aqueles malfadados e persistentes companheiros: o maligno “azar do catano” e a cruel “sorte madrasta”. E querem exemplos de porque não ganhamos, querem? É observar os dados dos 2 últimos jogos: em Setúbal era o jogo 101 de Paulo Bento, haha… E ontem se ganhássemos ficávamos com 3 vitorias, 3 empates e 3 derrotas nos jogos efectuados fora. 333 é capicua, não é? haha… Elementar, meus caros! Estão a ver… Há ou não há aqui uma espécie de maldição?!


Pois é! E é aqui e agora que a porca torce o rabo. Como uma das intenções deste blogue passava por tentar afugentar de vez com esses “manos” nada apetecíveis e eu, feito bruto, revelei-a, lixei tudo… Portanto meus amigos, como eu já estou fartinho que a perversa “sorte madrasta”, e o malvado “azar do caraças” assomem sem serem convidados…THAM THAM… (não, não vou acabar com o blogue) … e também não quero terminar já com este blogue (lá está), a única solução que me resta é inventar uma nova superstição. E desta vez é bom que resulte, caraças!


Aconselho-vos a seguir o meu exemplo. Pode ser que assim a coisa se endireite, por sermos mais e a esconjura ficar mais potente e tal. Quer-me parecer que o “Bento” que sopra, já há muito deixou de ser divino e depressa se está a transformar numa autêntica besta de tormentas.


Até dia 27 é dar azo à imaginação, adoptarem uma crendice daquelas que não lembra nem ao diabo, esconderem-na muito bem escondidinha e depois logo vemos se resultou. É que, cá para nós, só espantando o bafiento do “azar do catano” e a rançosa da “sorte madrasta” prós lados da invicta é que a gente ganha o próximo jogo do campeonato…

7 comentários:

verdao disse...

Caro Capicua101:
Azar? Para mim foi azelhice pura. No lance do golo a equipa ficou nas covas, a ver jogar. Apenas Polga foi ao 1º poste; Veloso não marcou ninguém e quem acabou por marcar foi a Académica.

Não aceito que o azar seja a nossa sina. Repare que, num dos maiores momentos da nossa história ganhamos por um canto directo, sorte portanto. Quantos se podem marcar assim? O nosso Morais, que tenho a honra de conhecer pessoalmente, se quisesse marcar outro, às tantas ainda lá estava a tentar...Eu acho que não ganhamos mais porque:

1- Não somos, na maior parte das vezes, tão bons como podemos ser. E este é o nosso grande problema: Os nossos problemas começam dentro de casa. Não conseguimos vencer as nossas próprias limitações.

2- Porque, às vezes, os adversários são melhores do que nós.

Como disse noutro dia, noutro sitio, citando uma frase que julgo ser de Einstein, "Temos o destino que merecemos. O nosso destino está de acordo com os nossos méritos". Devo-lhe dizer que acho que o SCP merece mais, especialmente os sportinguistas. Mas a verdade é que o clube, neste momento, mais parece uma "juguslávia" em agonia. Liderança sem conseguir a pacificação do clube, (por culpa própria, dos resultados e por culpa dos imensos pretendentes) adeptos capazes de tudo, até de prejudicar o clube, equipa sem estrela nem categoria.

mpre27 disse...

Pois eu tenho como crença que dia 27 vamos ganhar ao FCP!

A esperança é verde e dias melhores virão.

Saudações Leoninas!

8 disse...

Caro Capicua

Nem tudo é mau: esta época está a servir para que eu acabe com todas as minhas "féses".

Como nenhuma fé tem valido acabaram as superstições. A partir de agora a minha mulher já não precisa de ir para o quarto quando eu estou a ver os jogos do Sporting. E até pode ser que d^r sorte...

Com ou sem fé temos de ser nós a ajudar a equipa a acreditar.

Saudações leoninas

Armando Silva disse...

Pois é amigo, nem mais, falou muito e bem... Agora uma coisa é certa e inquestionável, infelizmente, nós Sportinguistas..., já sabemos que, como o amigo diz..., das duas umas, ou temos sorte madastra ou não temos sorte... venha o diabo e que escolha...

Esta foi a primeira vez que vi o seu blog e gostei imenso... o seu blog já tem link no "Sportingateamorte".

Cumprimentos

A Firma Forte 76 disse...

E tanta falta que faz uma vitória para levantar o moral dos nossos jogadores!!!!

Krugul disse...

Caro capicua 101,

fazendo a minha estreia neste blog, aqui vai..

É verdade que somos tentados a pensar em sorte e azar no calor do jogo, mas se analisarmos as coisas com mais calma, percebemos que "a sorte protege os audazes". E audácia foi coisa que não tivémos domingo em coimbra.

Depois de uma exibição esforçada mas muito fraquinha no geral, lá chegámos ao golo..no entanto, bastou a académica pressionar um pouco e só demorou 3 minutos a enviar a bola à barra..mau presságio concordo..

A questão de fundo que queria salientar é a falta de ambição que o Paulo Bento sempre demonstrou quando se encontra em vantagem a poucos minutos do fim. Eu queria ver o sporting a procurar o 2-0 (sem descurar a defesa) mas vejo os jogadores a não tentarem marcar golo num livre muito perigoso perto da baliza da académica. Ao invés, guardaram a bola e fintaram a tentar ganhar tempo. A única coisa que ganharam foi perder a bola...e não criar perigo.

Este foi outro mau sinal que fazia adivinhar o que estava para vir. Quem não tenta marcar, arrisca-se a sofrer. Esta mentalidade tem que ser alterada. Nunca devemos deixar de tentar marcar golo porque se a bola estiver perto da baliza da académica, é mais difícil sofrermos um golo depois dos 90..

Saudações Leoninas

Capicua101 disse...

Verdão: não sei se o azar é a nossa sina. Como, apesar de tudo, sou um optimista inveterado, depois de apelar ao meu lado mais racional, creio e espero bem que não. Agora que, deste que ligo para futebol, ou seja de a uns 15-20 anitos para cá, e mais recentemente assisto a todos os jogos ao vivo ou televisionados do SCP, que o Nosso clube tem invariavelmente sido muitas vezes bafejado por, digamos, situações esquisitas, isso é indubitável. Deu um exemplo de sorte, ainda eu não tinha nascido (Conquista da Taça das Taças. Mas foi uma conquista arrancada a ferros, só no 2.º jogo, pois o 1.º acabou empatado a 3... Exemplos de pura infelicidade, e bem mais recentes são vários... Adiante.

Claro que se a equipa é fraquita, a “sorte madrasta” como eu lhe chamo, bate mais à porta! Esta época é um bom exemplo disso, é inquestionável a quantidade de “azares” que coleccionamos dentro e fora de campo… Mas Caramba, também acho que tanta coisa a correr mal simultaneamente não é normal! É a CML que não paga, são os “azares” com algumas arbitragens que nitidamente nos prejudicam (intencionalmente ou não, já é outra conversa), são os golos sofridos com os jogos a acabar de maneira estapafúrdia…Porra! Quantos lances destes já aconteceram só nesta época? E não foi sempre com a equipa a tremer, foi galo mesmo! Um exemplo flagrante no jogo com a Roma…Aliás, no fundo, no fundo também sente que a estrelinha não tem andado connosco quando afirma: “equipa sem estrela nem categoria”


Amigos: neste post sabia que estava sujeito a levar nas orelhas. Mas deixem-me acreditar que a culpa do Sporting andar a jogar mal e com um "azar do catano" foi minha! Assim mantenho a esperança de que, corrigido o mal, as coisas no Sporting melhorem substancialmente… Ou acredito na porra da esconjura, ou entro em depressão… Xiça…

Obrigado a todos por participarem.