segunda-feira, 5 de maio de 2008

Um Bom fim-de-semana!

Não, não estou atrasado a manifestar “o” desejo mais repetido das sextas-feiras.

É mais uma constatação, “à posteriori”, dos acontecimentos mais significativos nos dois dias que antecedem a jorna de hoje, correspondente ao início de mais uma semana de labuta: com um titulo alcançado (futsal), a consolidação do 2.º lugar, um dos famosos objectivos do “mister” Bento, e o promissor futuro que os nossos juniores garantem (futebol). Neste ultimo caso, foi curiosa a repetição do triunfo alcançado no último minuto em Matosinhos, após vitória sobre o Benfica nas mesmas circunstâncias... Cheira-me a estrelinha de campeão…

Dos três acontecimentos, que na verdade ocorreram todos ontem, o que maior prazer me deu foi, sem dúvida, a conquista da 2.ª Taça de Portugal pelos comandados de Paulo Fernandes. Não foi só, por constituir a conquista de mais um troféu para o nosso vasto Museu, mas mais por uma sucessão de razões que, a nível pessoal, me dizem muito:

1.ª) Aquilo foi MESMO um espectáculo. Com golos bonitos (O 1.º de Alex é monumental), emoção e com festa rija no final!
2.ª) Ocorreu na Guarda. Ou seja, numa zona do Interior do País que, raramente, pode apreciar uma equipa do Sporting, seja em que modalidade for… Quantas anos são necessários para que cidades espalhadas por esse Portugal fora - e apenas me restrinjo a capitais de distrito, para não avançar muito – tenham o privilégio de poder apreciar ao VIVO os exemplos de Sportinguismo que ontem tive o prazer de assistir via TV? Em dia da Mãe, foi especialmente enternecedor observar uma senhora, já de idade avançada e com o cachecol do Sporting aos ombros, chorar de emoção…

Agora que se fala tanto em crise de Sportinguismo, não seria esta, uma forma de manter mais viva a chama leonina? Levar equipas das diversas modalidades do SCP a zonas mais longínquas de Lisboa. Se não puder ser em competição, já seria certamente compensador que nos defesos ou paragens dessas competições se pudesse aproximar o Sporting dos seus adeptos alentejanos, beirões ou transmontanos. Eu sei que a organização das competições não passa por decisões que envolvam o SCP, mas quando ouvi durante a transmissão de que era a ultima vez que a final da Taça de Portugal em Futsal iria ocorrer no formato “final Four” deixou-se pensativo e já nostálgico…

Nunca me esquecerei da Taça de Portugal em andebol que o Sporting conquistou no velhinho pavilhão Afonso de Paiva em Castelo Branco, há mais de 20 anos…

"Bibi e Café festejam conquista"

4 comentários:

PPA disse...

Vamos puxar pela memória…

Pelo facto do Sporting ter sido ao longo da história o “Bombo da Festa” dos “erros” de arbitragem em Portugal, de cada vez que aparece um lance favorável ao Sporting que suscite a mínima dúvida, logo as carpideiras rosas e azuis aparecem em todo o lado a destilar veneno! E de lance dúbio, passa logo por decreto a roubo de Igreja.
Custa-lhes, magoa-os, não estão habituados, querem só para eles!

A propósito do último Paços de Ferreira – Sporting, aparecem logo as carpideiras e os Calimeros a choramingar que houve lá um lance e tal… foi um roubo e não sei que mais; quando até por exemplo o Rosa Santos acha que é falta. Lance, que diga-se de passagem até nem era um livre perigoso.

Mas importa trazer à memória os jogos de Benfica e Porto este ano no mesmo estádio da Mata Real em Paços de Ferreira

Paços de Ferreira, 1 – Benfica, 2 (apitado por Bruno Paixão)
Perto do final, o Benfica ganha o jogo (e mais 2 pontos) num “livre” impossível:
http://www.indiscutivel.com/noticia?id=9962
De tão roubadinho, que foi, o Tribunal de O Jogo considerou errado e até a capa do Jornal foi esta:
Até o nosso colega “Preto” escreveu isto na altura:
“Podem dizer que o BENFICA chegou ao golo através de uma falta tirada pelo Léo (e muito bem), mas acho nem se precisam de preocupar com os encarnados, porque esta equipa ainda é muito nova e só muito dificilmente ganhará alguma coisa este ano.”
http://bola-na-trave.blogspot.com/2007/11/paos-de-ferreira-1-2-benfica.html
Visionário sem dúvida, mas pouco desportista! “tirada e muito bem!!!”

Paços de Ferreira, 0 – Porto, 2 (apitado pelo Benquerença)
No 1º golo Bruno Alves ajeita a bola com o braço direito quando assiste Lisandro. (Vê-se nas imagens de ângulo inverso).
No 2º golo Lisandro está fora de jogo.

Posto isto… realmente a memória é curta!
Mas espero que durante esta semana não se branqueie mais uma vergonha do nosso futebol: houve tentativa de batota na 29ª Jornada ao serem iniciados jogos muitos minutos da hora legal estipulada por lei.


Visitem:
http://bola-na-trave.blogspot.com/

PPA disse...

Ontem tinha esperança de ver no resumo alargado, um golo de cabeça anulado ao Wagnão do Estrela; porque como é sabido, este atleta é um deficiente com mutações genéticas, tem uma 3ª mão na testa.

Mas parece que o Pedro Proença não tem um olho de Abutre com tão boa visão como a do Duarte Gomes.

Visconde disse...

Tens toda a razão, qualquer deslocação da equipa ao interior do País seria recebida com um banho de multidão e uma multidão eufórica, mas repetir isso muitas vezes é demasiado incómodo para os dirigentes e jogadores, para pena dos muitos que recordariam eternamente esses pequenos momentos.
Basta olhar para as equipas da Bwin Liga e ver no mapa a sua localização, não existe nenhuma no interior, nem perto disso, porque será?
É o Portugal que temos...

Armando Silva disse...

Concordo consigo amigo, esta conquista no Futsal foi muito importante, especialmente depois do mau campeonato regular que temos feito, sendo de certa forma um facto altamente moralizador para a fase final do campeonato. O nosso mister disse no fim de um jogo para o campeonato, contra o Belenenses salvo erro, que o verdadeiro Sporting ia aparecer nos jogos decisivos, e para já está a cumprir...

Grande abraço