sexta-feira, 16 de maio de 2008

Em busca do bilhete perdido!

A saga para obter o ingresso mágico que permite assistir ao vivo e a cores à final da Taça de Portugal teve, este ano, a sua sequela. “À procura do bilhete perdido” poderia ser o seu subtítulo. Como já deu para reparar o desfecho desta desventura não é nada surpreendente, sendo mesmo totalmente repetitivo, o que, obviamente, torna este segundo “filme” ainda mais chato que o primeiro, estreado no ano transacto…

Mas pronto, não há nada a fazer, o Estádio do Jamor tem a lotação que tem, a Federação direito a uma percentagem de bilhetes à semelhança do nome do festival de cinema de animação que decorre presentemente em várias salas da sétima arte da capital, isto é: “Monstra”! Finalmente, os critérios de venda de bilhetes adoptados pelo Sporting são os que todos nós tão sobejamente conhecemos. Justos ou injustos, depende um pouco da perspectiva de quem analisa… Pretende-se premiar a fidelidade e já agora os sócios que, dada a sua situação geográfica, podem ser mais fiéis. A malta cá da Província só vai assistir a meia dúzia de jogos por época do SCP, mas se calhar, para assistir a esses seis, tem que prescindir de muito mais… A começar pelo “vil metal” que tem de despender, dos quilómetros que tem de percorrer, do hiato de tempo nas deslocações e, o mais difícil, da família que tem que ficar, na maior parte das vezes, para trás. E isto, quer-me parecer a mim, que tem uma denominação: Paixão!... E tal como a fidelidade também merece ser premiada… Mas tudo bem, domingo lá estarei, em ânsias, à frente de um dos televisores da minha humilde casinha, longínqua de Oeiras e do seu Estádio Nacional… A vibrar de cachecol verde e branco em punho!

Aproveito, no entanto, para referir que estranho a postura que os actuais dirigentes leoninos adoptam face aos sócios e adeptos que residem longe de Lisboa. Se, face aos condicionalismos da actual situação, se compreendem os critérios definidos, já não sei como classificar as decisões que definiram como jogo dos núcleos para a época 2006/07 a jornada na véspera de Natal!!! e na corrente, o jogo frente ao Leixões, “enfiado” no meio duma sequência de 4 jogos caseiros, sendo que os outros adversários/jogos eram muito mais interessantes… Um pouco de respeito e atenção pelos”Leões” espalhados pelo resto do País urge! Depois, meus senhores, não se admirem das reacções negativas e boicotes, como, de resto, já se presenciaram neste ano os primeiros indícios… É de evitar a sua progressão, sob pena de acentuar alguns descontentamentos. Será bom não esquecer que a campanha de angariação de novos sócios, para ser bem sucedida, precisa de captar muitos leões que andam à solta... Lá Longe!

3 comentários:

Visconde disse...

Tb sofro dessa Paixão... os bilhetes nunca chegam à santa terrinha sobretudo nestes jogos, o último ano e para centenas de pedidos foram atribuidos 2 ao nucleo cá da terra...!!!!!!!!!!
Assim é dificil, mas que o Sporting ganhe o caneco e pronto a coisa fica melhor.

Abraço leonino

Virgílio Bernardino disse...

Vá lá... Castelo Branco teve direito a 9... Uma fartura!

Eu ainda me inscrevi, como descarga de consciência, era o n.º 18. O meu irmão quando foi ao núcleo, dois dias depois era quase a 30.ª inscrição... Obviamente, voltou para trás sem se inscrever... Isto na semana passada...

Bom, é da maneira que fazemos a festa com a rapaziada cá da terra, Visconde!

SL!

Armando Silva disse...

Concordo em absoluto consigo caro amigo, urge um tratamento mais respeitoso para com os núcleos do clube, no fundo a sua representação mais próxima dos adeptos que estão longe de Lisboa... uma maior interacção com o núcleos, com as camadas jovens e com os adeptos ´+e fulcral para o crescimento do clube em termos de apoio... Mais, os jogos em Alvalade, infelizmente, nunca enchem a casa, por isso não se perdia nada, muito pelo contrario, em repetir iniciativas com os núcleos mais vezes, e não limita-la a um jogo por ano...

grande abraço caro amigo