domingo, 23 de março de 2008

Acabou...

É com mágoa que o afirmo, mas não há mais margem de manobra de Paulo Bento no Sporting…

Não por ter perdido a final de ontem no Estádio Algarve. Mas pela maneira como a perdeu. Uma lástima. Não se viu um pingo de dignidade, de brilho, e, sobretudo, um golpe de asa vindo do banco capaz de alterar o rumo que o encontro levava. Foi também por aí que se perdeu. E perdeu-se um título que tínhamos a obrigação histórica de conquistar. Ontem não foi só o Sporting que pela 4.ª vez numa só época, inadmissivelmente não conseguiu ganhar ao Vitória de Setúbal. Foi Paulo Bento que pela 4.ª vez (!) levou um enorme banho táctico de Carlos Carvalhal. Sem contemplações… Sem margem para quaisquer desculpas!

De quem é a responsabilidade de nem sequer saber ou conseguir, vai dar no mesmo, motivar os seus jogadores para uma final como aquela que ontem o Sporting disputava no Estádio do Algarve?

De quem é a responsabilidade, repito, de nas substituições limitar-se a fazer troca por troca, em vez de arriscar TUDO em prol da vitória? Não se alterou o esquema táctico, não se alterou uma peça que fosse, rigorosamente nada! Pareceu, a quem não conhecesse os regulamentos da Taça da Liga, que se estava a poupar nas substituições em caso de prolongamento. Uma das três que tinha à disposição ficou por fazer. As outras duas foram tardias e inócuas.

E aquela postura apática no banco de suplentes, que imagem é que transparece para os seus jogadores e adeptos? Parece que anda a fazer frete…Acabem-lhe definitivamente com o encargo…

Exigia-se aos jogadores do Sporting, no mínimo, esforço, dedicação, devoção, em vez disso deram-nos exactamente o oposto do que representam estes adjectivos. Dar tudo numa final e tentar ganhar é obrigatório, depois se o conseguem ou não já é outra conversa. Mas, será que tentaram atingir a glória? Não dei por isso…

O que andaram a fazer Romagnoli ou Izmailov durante 90 minutos? O russo só chegou ao fim, para falhar a grande penalidade decisiva, porque de resto não se deu por ele….

Miguel Veloso não é uma sombra do que foi, é um autêntico fantasma angustiado e angustiante, uma nódoa! Abel jogou pavorosamente e Grimi esteve pouco melhor. Polga ainda tentou, mais na 1.ª parte, sair com a bola e empurrar os companheiros para a frente, mas, definitivamente, não é nenhum prodígio técnico e, convenhamos, não pode ser um dos defesas centrais a construir o jogo ofensivo da equipa. Tonel apenas se mostrou regular e com as charutadas habituais. Salvaram-se os do costume, Moutinho, que perde influencia no jogo da equipa quando descai para um dos vértices do losango, Liedson que nunca deixa de lutar mesmo quando a bola não lhe chega nas condições que mereceria. Uns lampejos de Vukcevic, também mal servido, boa entrada de Pereirinha, talvez o jogador mais confiante actualmente naquele plantel, a não justificar a opção de Paulo Bento em não o colocar desde inicio e pior, fazendo-o entrar muito tarde. Adrien esteve pouco tempo em campo, mas mesmo assim mostrou mais vontade que Veloso. Rui Patrício defendeu um penalty, Eduardo defendeu três… À atenção de Scolari que parece apreciar muito estas qualidades em guarda-redes.

Por falar em penaltys, confirma-se que é coisa que os jogadores leoninos não sabem fazer, e nesse capítulo demonstraram coerência com os números que apresentam… Mesmo os dois que entraram foram “Rés-vés Campo de Ourique”, como se costuma dizer. E depois, ainda temos que suportar os lastimosos e humilhantes comentários, em tom jocoso, dos jornalistas do canal 1 da RTP… “Este também já falhou“A seguir é Liedson, será que tem treinado a sua marcação?” Pelos vistos, não tinha!

Ficou bem vincada, aliás, a diferença na convicção com que os pontapés da marca de grande penalidade foram transformados entre os jogadores das duas equipas. Estou convencido de que antes da sua marcação já estávamos arrumados… Talvez, também por isso, os jogadores do Setúbal com o aproximar do final da partida e a manutenção do nulo no resultado, tivessem apostado nessa estratégia para vencer a final…

Mais uma vez, quem escolhe os jogadores que devem concretizar os penaltys deverá assumir a responsabilidade… E há uma coisa tremendamente estranha, que é ver Vukcevic, que até remata com força e colocado, ficar sempre de fora dos eleitos…

Em conclusão, não posso deixar de dar os parabéns ao Vitória de Setúbal, que mostrou ser uma verdadeira equipa, com os jogadores melhores colocados no campo, jogou com as suas armas, apostou nitidamente e a partir de certa altura nos penaltys e mereceu, até pelo que fez anteriormente ao jogo decisivo de ontem, conquistar esta competição.

Desculpem-me o tom amargurado, mas não aguento mais… Não dá mais para defender ESTE Paulo Bento… e a deplorável época que levamos. Erros que custavam pontos eram sucessivos, os de ontem custaram-nos um TÍTULO. Não há garra, querer ou AMBIÇÃO. Ontem batemos no fundo, e, para ser sincero, Deus queira que me engane, mas já não acredito que algo de positivo seja alcançado… Antevejo negras nuvens que se adensam no horizonte…

Neste momento, para mim é mesmo assim: Morreu uma andorinha? Acabou-se a Primavera.

5 comentários:

Tiagojcs disse...

Paulo Bento ja perdeu espaço hamuito tempo . Desde o inicio desta epoca que se percebe que o senhor do risco ao meio anda desmotivado , descrente e sem força para dar a uma equipa jovem , imatura e perdida .

http://catedraldapalavra.blogspot.com

Anónimo disse...

eu nao diria melhor!! como sabes nunca fui um grande defensor do PB mas vai se dando o beneficio da duvida, mas é realmente de mais!Foi terrivelmente mau, sem kerer sem ambição sem nada ate meteu dó sinceramente!!desculpa mas preferia o ridiculo peseiro a ser mandado a levar no sitio k sabemos, a este SCP apatico sem vontade sem "ganas"!!é desmotivador para adeptos k mtas vezes fazem centenas de km e ver o Nosso Clube jogar assim!!! abraços Brother.

Armando Silva disse...

Pois é caro amigo, nós os dois fomos sempre defensores assíduos e asserimos de Paulo bento, mas no jogo de sábado, ele foi o responsável numero 1 pela derrota, foi pela sua falta de ambição, foi pela sua falta de capacidade técnica, foi pela sua falta de olho e foi pela sua falta de discurso, já está muito gasto, e não diz nada, a não ser, resta-nos trabalhar!!!

Não digo ainda em que sentido, mas depois de uma época tão lastimosa, e até este troféu conseguimos perder, e contra um adversário de baixo nível, só nos resta suspirar por mudança!!!

Grande abraço amigo

Mário Franco disse...

Não houve 'esforço,dedicação,devoção...e a GLÓRIA,' essa divorciou-se...

8 disse...

Caro Capicua

Realmente esta época é só boa para uma coisa: derrubar toda e qualquer superstição. Nem Nossa Senhora de Fátima nos vale.

Nunca acreditei nestes dirigentes. Votei em alguém que de quem nem o nome sei (Guilherme?), porque também não acreditei em SAM, e tinha a certeza que o 3º candidato não tinha qualquer hipótese de ganhar, e não daria nunca o meu voto a FSF e Cª.

Na parte operacional do futebol, também nunca tive confiança. Sempre percebi que havia ali uma equipa chefiada por Carlos Freitas, que tudo fez para correr com Peseiro, que foi o campeão do quase, mas via-se a equipa jogar futebol. De Paulo Bento sempre o considerei um homem honesto, bom profissional, mas muito limitado. A equipa esgota-se em dois ou três movimentos ofensivos que qualquer adversário estuda em duas horas e torna-as facilmente anuláveis. A partir dai não há mais soluções, porque não temos marcadores de livres directos como deve ser, em cantos ou livres indirectos não se vê um trabalho especifico e se formos para os aspectos defensivos qualquer movimentaçãozinha dos nossos adversários provoca uma baralhação de assustar na nossa defesa.

Infelizmente sábado fiquei triste, mas já não fiquei desiludido, porque há muito que perdi sonhos e ilusões com esta equipa.

Penso que rapidamente será necessária uma AG para que estes dirigentes percebam que o seu tempo acabou e que apareça alguém que comece rapidamente a preparar a próxima época que já se faz tarde.

Por defender um AG não quer dizer que sou contra o Congresso, porque se for um verdadeiro congresso trará de certeza muita coisa de bom. Infelizmente também penso que o Congresso (sem uma AG anterior) irá ser uma feira de vaidades, mais um entretém para passar o tempo e perpetuar estes dirigentes num lugar que não merecem.

Por hoje chega, já me estendi demais. Um grande abraço

Saudações Leoninas