domingo, 24 de agosto de 2008

Prometedor…

" Yannick - Ninguém o pára!"
Depois da conquista da Supertaça Cândido de Oliveira no arranque da época (a 7.ª do historial do Sporting), seguiu-se, ontem, o início da longa maratona que a Liga Sagres 2008/09 promete ser… Uma longa maratona de asneiras arbitrais que, para inicio de temporada teve em comum, nos jogos oficiais já realizados, um claro prejudicado por decisões erradas dos senhores (?) do apito! Mas já lá vamos…

Para já, prefiro enaltecer a boa prestação, em termos globais, que a equipa do Sporting apresentou, quer no jogo do pretérito fim-de-semana, a valer mais um título conquistado aos comandados do altivo professor Jesualdo, quer ontem em Alvalade defronte o estreante Trofense, que apesar disso, é bom notar, apresenta um plantel repleto de jogadores com tarimba de primeira divisão. Dois jogos onde a vitória foi alcançada com toda a justiça aliadas com períodos de bom futebol!

Mas, de todos os leões que participaram nestes dois jogos, há dois atletas que se evidenciaram e que se num passado recente foram alvo de criticas e desconfianças, hoje merecem ser justa e devidamente reconhecidos. E porque eu fui um dos críticos e sou (ainda) um dos desconfiados, faço aqui o meu mea culpa a Yannick e a Rui Patrício. Do primeiro, os golos falam por si: foi o herói da Supertaça, sendo o único, de entre os 27 futebolistas que participaram naquele importante e decisivo encontro, que conseguiu concretizar as diversas oportunidade de golo criadas. Ontem, proporcionou-nos mais um momento mágico com a obtenção do terceiro golo do Sporting, à Madjer! Rui Patrício teve uma segunda parte soberba no princípio de noite Algarvia, e se Yannick foi o único a conseguir marcar nessa noite, também o deve ao desiderato do colega da baliza, que defendeu, inclusivamente um penalty de Lucho Gonzalez. Ontem, Rui Patrício não conseguiu repetir o feito e sofreu pela primeira vez um golo de penalty em jogos oficiais (antes tinha defendido três: o primeiro dos quais logo na sua estreia frente ao Marítimo, no Funchal). De qualquer forma, a minha desconfiança prende-se com o facto de Yannick continuar a falhar recepções e passes fáceis com muita regularidade. Aspecto que ainda pode e vai, com certeza, melhorar. Acredito que o possa fazer, pois tem evoluído muito desde que se resolveu satisfatoriamente o problema da(s) hérnia(s). Rui Patrício ainda tem um saldo negativo entre boas e paupérrimas exibições e no início do jogo da Supertaça ainda se lhe notaram algumas tremedeiras. Melhorar o jogo de pés é essencial. Aparenta mais confiança, confirmando no campo as afirmações que vem proferindo na comunicação social. Ontem mostrou mais autoridade na intercepção de cruzamentos e/ou saídos dos postes. Aqueles segundos 45 minutos da Supertaça poderão constituir o tónico de que necessitava para encarrilar definitivamente. Para bem dele e do Sporting, assim o espero!

Mas, apesar das vitórias, este início de época está longe de me deixar ultra confiante. É que continuam a notar-se jogadas de bastidores estranhas como o caso do atraso do CD da FPF na aplicação do castigo a Pedro Silva, que na prático, pode resultar em 2 jogos impedido de ser utilizado... Para além disso o critério das arbitragens continua imperceptível. Aproveitando ainda como exemplo o lance da expulsão do Pedro Silva por protestos, note-se que não mais vi repetida noutros jogadores de clube rivais, bem mais contestatários (cebolas e afins)… E mais preocupante ainda é a inqualificável dualidade nas questões disciplinares (vide caso Polga vs Grunho Alves no jogo da Supertaça) e, precisamente, a média de 1 penalty inventado por jogo contra o Sporting…

Dois penaltys assinalados pelos assistentes, que quer Xistra quer Baptista não hesitaram em acatar (ao cuidado do capitão Henriques)…

Ora, no primeiro desses lances, Marco Caneira disputou, claramente, a bola com a cabeça tendo-lhe acertado mal e só posteriormente esta ressaltaria para o seu braço esquerdo. Onde é que há aqui intenção de cortar a bola com a mão? Este é dos tais penaltys que só se marcam contra o Sporting…

Ontem Polga, arriscou um corte quando o Zé do Gol se isolava, opção extemporânea face ao que o placard apresentava, diga-se de passagem, e fez falta clara. Bem expulso, o Estádio ficou no entanto incrédulo quando um dos assistentes indicou que a falta teria ocorrido dentro da área e o zarolho do Baptista o acompanhou na decisão! Incrível, como se transforma um lance ocorrido a mais de dois/ três metros da grande área em penalty… Será que ainda não acabou a estação parva?

Pois é, já se iniciou a tal Maratona… E acreditem que não me refiro aquela prova que encerrava os Jogos Olímpicos de Pequim neste domingo.

Duas notas:

Primeira – Esteve muito bem Paulo Bento na flash interview, ao mostrar preocupação com o rumo que as arbitragens levam… Chega de sermos anjinhos, comer e calar, nunca mais! E não é por se terem vencido os jogos que se deve obstar de criticar más arbitragens. Nestes casos, com erros tão flagrantes, deve-se sempre denunciá-los, independentemente do resultado do jogo!

Segunda – Não sei, se são os jornalistas que definem quem fala no fim dos jogos, nomeadamente na flash interview televisiva. Mas a bem da saúde mental dos sócios e adeptos leoninos a SAD que faça uma de duas coisas. Escolha outro jogador do Sporting, que não João Moutinho, para comentar. Não podendo proceder desta forma, informe este seu profissional para se escusar a responder à já enjoativa pergunta acerca da sua eventual saída do clube…

Finalmente e face ao eco que registei na caixa de comentários, gostaria de acrescentar o seguinte ao pessoal frequentador cá do tasco: amigos, tenham paciência, eu sei que a conquista da Supertaça merecia um post exclusivo e num tom no mínimo épico, mas devo ser dos poucos, para não dizer único, bloggers do mundo sem Internet em casa, com todos os imponderáveis que isso acarreta, principalmente quando se está de férias e não se tem acesso à Internet “à borliú” do emprego e o computador da Associação de que faço parte meteu, também ele, umas “férias”. Estas forçadas… Cumprimentos a todos!

6 comentários:

Visconde disse...

Uma verdadeira entrada de leão, que fez um bom jogo e podia ter construido um resultado mais dilatado, não fosse a "estupidez" de Polga e a cegueira da equipa de arbitragem.
O Sporting reforça a sua candidatura ao titulo para a qual tem uma próxima deslocação muito complicada, onde se vencer pode tirar dividendos do clássico da próxima jornada.
Contra tudo e todos, rumo ao titulo...

Grande Abraço

mpre27 disse...

Já nos habiyuámos ao 11 contra 14. Temos de saber conviver com essa realidade e dar a volta por cima. Para já, uma boa entrada e o benfas já largou 2. Para a semana há mais...

Tite disse...

Amigo Virgilio,
Não imagina a falta que senti das suas análises aos jogos.
Não tem qualquer importância termos tido um 2 em 1.
Ambos os jogos foram favoráveis ao Sporting e isso é muito mais importante.
Pena que tenha que esperar a melhor oportunidade para lançar os seus posts no blog!!! Mesmo assim vem sempre a tempo.
Rugidos leoninos

verdao(sl) disse...

Amigo Virgilio:
Se fosse a ti investigava bem. Quem sabe tanta contrariedade que te afastou da blogosfera não é uma cabala bem urdida... :)

Agora a sério: 2 jogos/2 vitórias/2 penaltys inventados dá uma excelente média. Sem dúvida o melhor cenário para preparação de uma época bem dificil. Já sabemos com o que contamos e "eles" já sabem que têm que por mais pólvora nos tiros que o leão deste ano não é fácil de abater!

Virgílio Bernardino disse...

:)

Acontecia-te o msm qd vinhas de Altura, amigo Verdão(sl)???


Se não, tenho msm q investigar a origem de tanta contrariedade...

De qlq forma, já estou de regresso à rotina, pelo que a cabala a existir teve efeito efémero!

O Leão está cheio de RAÇA!!!

Gde abraço a todos!

Armando Silva disse...

Para começar nada mal... Mostramos num jogo contra um adversário modesto grande entrega e raça, no fundo o que mais temíamos não aconteceu... Os jogadores não adormeceram e foram grandes... Quanto aos árbitros, nem vale a pena falar... Escândalo...

Grande abraço caro amigo

(Seja bem vindo de novo...:))