segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Viró disco...


Vitória de Setúbal- 1 ; Sporting Clube de Portugal- 0

E lá se foi a semana em beleza… Era bom demais, não era?! Quem a começou a estragar foram os suspeitos do costume, logo aos quatro minutos quando anularam um golo limpinho a Tonel. Esse lance, a ser correctamente julgado, daria com toda a certeza um cariz completamente diferente ao jogo. Nisso, concordo com o que Paulo Bento afirmou no final. Depois para ajudar à festa Rui Patrício resolveu dar um peru bem gordo, daqueles que só se vêem quando expostos nas mesas do “Thanksgiving” das famílias norte americanas.
Se até ao golo do Vitória sadino, os leões prometiam embalar para uma boa exibição, com um futebol escorreito e dinâmico onde logo cedo deu para notar um “corpo estranho” chamado Purovic, a partir do minuto 18, os leões acusaram muito o golo sofrido e apenas no decorrer da segunda parte conseguiram superiorizar-se aos setubalenses. Aí chegados, foi hora do desperdício e da cerimónia em rematar à baliza. Mas o tempo que corria célere na direcção do derradeiro minuto, não ajudava a ter o discernimento necessário para concretizar o volte face.
Antes que apareçam por ai uns meninos irados, que ultimamente até andavam quietinhos, à caça do Capra hircus expiatório, vulgarmente conhecido por bode, devo dizer que Pontus Farnerud foi dos melhorezinhos enquanto esteve em campo… Quero lá saber se assobiam o rapaz ainda antes de entrar no campo, ou se não gostam do seu nome esquisito, a verdade é que ontem foi dos poucos que não ligou o “complicador”. Joga simples e eficaz, não se agarra estupidamente à bola, antes fá-la circular pelos colegas passando-a em condições. Dá continuidade e fluidez ao jogo da equipa. E é mentira que não arrisque passes complicados, porque ontem fê-lo por várias vezes com sucesso. É daqueles jogadores que privilegiam o colectivo e ontem o flanco esquerdo do meio campo funcionou com ele em campo. Quanto a Paulo Bento apenas recrimino a alteração da dupla atacante que até estava a funcionar bem.

Não vou individualizar mais, mas voltou a contemplar-se uma queda brutal de rendimento em alguns elementos leoninos do jogo de quinta para o jogo de ontem…

Arbitragem típica à Olarápio… Sem critério técnico, lances iguais ajuizados de maneira distinta. Mas como perdoou um penalty ao Sporting já não nos podemos queixar, não é? Enfim…
Dediquemo-nos às Taças porque de BwinLiga já vou ficando farto.

Farnerud esteve bem.

3 comentários:

Visconde disse...

Regresso ao campeonato, regresso às exibições mediocres. É certo que o Olarápio mais uma vez nos roubou à descarada, é certo que sofremos um golo numa fifia que não estava no programa, mas onde andou a equipa nos restantes 89"?
Que futebol é aquele?
O Paulo Bento que me explique porque consegue inventar daquela forma e dar cabo das melhorias que a equipa vinha apresentando?
Porquê o Farnerud se ele não ataca e só joga para trás?
Porquê o Purovic se neste esquema ele não rende, estando o Tiui a revelar bom introsamento com Liedson?
Porquê o Pedro Silva que esteve 6 meses parado, quando o Pereirinha está em grande forma e temos o Celsinho no banco?
Não era um jogo importante para o Sporting? A continuarmos com este brilhante pecúlio fora de Alvalade arriscamo-nos a fazer um brilharete na história do clube...

Em noite de óscares este foi um filme já muito rodado em Alvalade no presente ano.

Armando Silva disse...

"Dediquemo-nos às Taças porque de Bwin Liga já vou ficando farto"

Esta sua ultima frase diz tudo meu amigo, o campeonato tem sido vergonhoso... venham as taças que disto já chega e sobra!!!

Grande abraço amigo

mpre27 disse...

Caro capicua 101,

Por norma, não o faço (desde já, as minhas desculpas - a si e ao Visconde de Alvalade) mas, porque o comentário é longo e porque revela a minha opinião sobre o assunto (parece que concordamos quanto à exibição do Farnerud), permite-me que faça um copy/paste daquilo que escrevi n'O Visconde de Alvalade sobre este jogo. Aqui vai:

"O pessoal parece querer escamotear propositadamente estes factos e apontar a mira ao Patrício e ao Paulo Bento. Como pode ver no último post do Óculo, não contribuo para esse peditório. Julgar um guarda-redes por uma defesa que, aparentemente, qualquer pessoa faria (por isso é que é um frangalhão) é, ou pouco honesto, ou pouco inteligente e, revelador da má-vontade que existe. Afirmar que o Paulo Bento é burro porque aposta (amíude) em certos jogadores (e, revelador dessa má-fé latente em muitas análises, é dizer-se que o Farnerud - de quem não sou apreciador - jogou mal (sinceramente, acho que, desta vez, não o fez)) é revelador do que já afirmei em relação ao Rui. Penso que o homem sentiu que os níveis de confiança da equipa estavam a subir e achou que esta poderia comportar alguns "corpos estranhos". Pedro Silva revelou (esperada) falta de ritmo e apoiou pouco o ataque e Purovic..., seria mais útil se o Sporting jogasse num modelo Boloni 2001/2002 ou para ser utilizado em situações de desespero(e, à excepção destas situações, acho que o Bento não deveria insistir nele mas, não será por isso que deixo de lhe reconhecer competência)."

Eu sei que o óculo é verde mas, é esta a minha análise. Um abraço Leonino para todos!

ps: visconde,

concordo com grande parte daquilo que afirmas mas, penso que o sueco até nem foi dos piores. Novamente, um forte abraço!